quinta-feira, 26 de março de 2009

Vento da madrugada
















VENTO DA MADRUGADA
 Efigênia Coutinho

Saudando pelo vento da madrugada
A terna lua, enfeitiça anda enamorada;
Rumoreja levemente alado coração
Ecoa a estrela deslumbrada com emoçào.

Extasia-se o horizonte, e orvalhando
Mil centelhas espargem ao leú
Luzindo qual cristal deslumbrado
Por matizes, cravando todo este céu!

Belo esplendor, percorre um raio de luar;
Oscula uma luz e nela se mantém
Orvalhado límpido o Cristal do Mar

Luz tem; com suave brisa soprando,
Tem lágrima numa face brotando
Que o sonho leva,no Cristal da saudade!

8 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Suave, amena e fresca, a brisa deste vento da madrugada.
Extasia-se o horizonte e
extasia-se a alma ao ler estes
poemas.

Um beijo

Alvaro Oliveira

Pena disse...

Oh, Preciosa e Genial Poetisa Amiga:
Um texto delicioso da sua existência maravilhosa. Um sentir o Mundo de forma admirável.
Um sentimento sonhado bem real de encanto e ternura. Os seus!
Um mar sonhado de cristal muito terno. Sensível.
Brilhante. Maravilhoso.
Isto é de um "fulminante" sentimento de concepção linda.
Muito belo.
Bem-Haja, talentosa amiga.

Beijinhos de amizade e imenso respeito.
OBRIGADO sentido pela simpatia expressa no meu blog.
Maravilhado...

pena

Fabuloso, amiga extraordinária!

manuel marques disse...

Se revelares os teus segredos ao vento, não o culpes por os revelar às árvores .

Um abraço querida amiga.

Ana Martins disse...

Olá Efigênia,
muito grata pelo carinho deixado no seu comentário.
É claro que não podia deixar de vir visitar quem com tanta simpatia me visitou. E para agrado meu aqui estava um lindo soneto à espera que eu o lesse... Sim porque eu adoro sonetos!

Beijinhos e tudo de bom,
Ana Martins

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Efigênia,

O sonho leva no cristal da saudade e volta no cristal da mesma saudade..

Lindo!

Passando pra desejar um maravilhoso final de semana.

=]

Beijo

Rebeca

-

Zé Maria disse...

Olá cara Efigênia
Até que enfim que aqui consegui voltar.
E apenas eu estava a perder, porque me faltava aqui estar a saborear o que de bom a vida nos oferece.
É que aqui, "Luz tem;" e "Luzindo qual cristal deslumbrado".
Um grande e amigo abraço

poetaeusou . . . disse...

*
brisa orvalhada
luzindo ao sol
facho, farol
do vento alado
livre, esperado,
nas madrugadas,
,
serenas maresias, deixo,
,
*

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Efigênia, além de ler seus poemas, fiquei emocionada com o video do youtube com o seu poema "além do mar". Poucas poetisas chegam realmente a nos tocar profundamente... e você é uma.

Você é linda!

Beijo grande.

Rebeca