sábado, 18 de janeiro de 2014

Lua Perfumada


LUA PERFUMADAEfigênia Coutinho


Ó lua, aonde vais tão alva e linda,
Com teus olhos noturnos se abrindo?
Pensativa, pura, celeste e bem vinda,
Vens triunfal majestosa, sorrindo...


Ó lua, tão serena na madrugada!
Sobe no céu, teu manto derramando
As hora de devaneio e saudade prateada,
Dos sonhos que vão pelo espaço bailando...


Ó Lua, de íntimos e imaginários sentir!
Desejos se fundem em onipotente cheiro
Alheados em êxtases num palco a esculpir,
Meu corpo no teu corpo...  Por inteiro.



Ó Lua, imperiosa num só tom a se unir,
De todo o meu ser, ás sonoras vibrações...
Arrebatando-me numa dança fantástica de festim,
Com luzes, perfumes, me seduzes com emoções!


Balneário Camboriú

Maio 2011

3 comentários:

POESIAS by Edison Cardoso disse...

Querida, Efigênia.
Já faz algum tempo que não venho e deliciar das poesias que aqui estão, A lua é em nossas vidas a protagonista onde através tiramos nossas inspirações e esta que aqui esta é a mais pura dentre outras que escreves. Linda, muito linda.
Parabéns.
Beijão

Tais Luso disse...

Olá, Efigênia, tenho lhe visto no nosso amigo Jorge Sader, deixo um abraço e meu carinho a você!!
Saudades da amiga, a gente se perde nesse mundo da web...
beijo!

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Efigênia. Achei lindo o seu espaço de poesias, tem profundidade, beleza e riqueza.
Sempre a lua nos encantando, revelando e ensaiando amores.
Tenha um feriado de paz!
Seguindo o teu espaço.
Beijos na alma!